sábado, 19 de julho de 2008

...nos embalos de sexta à noite!!!

Mais uma sexta-feira de folga cheia de putarias, arrumações , mungangos e muito grindcore. Começando pelo ótimo ensaio, no qual agente pegou mais um cover para o tão esperando disco de covers "MUNDO CADÁVER - ...o produto do meio". Como é quase de costume, nas sextas depois dos ensaios , seja do FAIXA DE GAZA ou do MUNDO CADÁVER, eu me destaco pro antro cachacistico mais conhecido como a casa do Bruno no Metrópole (CAOS) e dessa vez não foi diferente. A recepção sempre muito calorosa do Bruno com a Aline e a Cícera começou com uma pizza e vários sanduiches. Quase que de imediato, sem perceber, o Jefter e o Bruno já estavam bebendo um litrão e eu e o Elton como bons sXe ficamos só no suco de tamarindo. A noite começou com "GAROTOS PODRES - Canções para ninar" e eu lembrei que tava devendo pro Magão uma musica do grande ícone da música brega cearence Falcão e acabamos baixando a discografia e passamos a noite toda ouvindo aquele besteirol...



Tudo tava massa, nós quatro conversando sobre coisas da banda e possíveis eventos que poderíamos estar promovendo, a bebida ainda era honesta, o som do Falcão se tornava cada vez mais engraçado e por ai vai, mas vocês sabem que sempre avacalham com tudo, ou seja, chegaram os famosos "FIM DE FESTA", fazendo barulho, falando merda causado pelo excesso de alchool e pra terminar ainda quebraram o litro de cana, causando total desespero do Bruno junto ao Jefter, foi triste ver os olhinhos deles brilhando ao ver o litro sangrando no chão...





Ai depois você sabe , quando a merda é feita o cagão sempre capa o gato. Depois que os fanfarrões foram embora, começou uma espécie de sessão pornô, liderada por mim claro como profundo conhecedor do gênero... e foi nessa hora que o nosso amigo rapper e não menos maloqueiro chegou na casa do Bruno dizendo que tinha acabado de ter quebrado o próprio pai... esse é dos meus. Após ver muito pau entrando em cu, o Alexandre foi embora, o Jefter capotou no inicio do seu pileque, Bruno teve que ir dormir por tinha um treinamento as nove da manhã e eu e o Magão ficamos ouvindo o restante das músicas toscas do Falcão, ele foi embora e eu capotei também.


Por volta das nove da matina eu acordei com uma puta vontade de mijar, quando eu me dei por acordado vi que o Jefter estava de resaquinha, se queixando de uma dor de cabeça , o que gerou mais mimos da Cícera para com o baixista moribundo. Tomamos café e demos mais um tempinho esperando o Magão. Quando o mesmo chegou, nos dirigimos até a NOCAUTE e vimos o Matagato aperriado com o lance da venda de ingressos do FORCAOS 2008. Voltei pra casa puto por que o trampo não deixaria eu dar continuidade ao rolê que terminaria com as 2 horas da mesma coisa chamada KRISIUN...



Nenhum comentário: