sexta-feira, 30 de julho de 2010

SHUT THE FUCK UP & THE RATS


O hardcore malandro dessas duas bandas nesse split vai ser dedicado ao meu grande chapa de blog e tudo mais Allan ( www.sonidosrabiosos.blogspot.com )...vai que é tua Allan!!!


quinta-feira, 29 de julho de 2010


Depois da zueira que foi a tentativa do show de sábado dia 24/07 e de praia,praia,praia e 1000 vezes praia sem contar o mercadão e outras putarias a mais, os kakalakis resolveram fazem outro evento no melhor estilo "NAS COXA" (DIY)... ou seja, um evento infinitamente mais bacana que o de sábado que reuniu uma galera marota e as duas bandas numa falcatrua excitante. Diagnose iniciou o
furduncio com o seu crust mal feito de corpo, porradaria e corda da guitarra quebrada, Léo com o chapelzinho do Sassá Mutema, pulinhos HERESY e covers do DISRUPT e E.N.T. Depois daquele alongamento digno do Jean-Claude Van Damme, o crossover tomou conta do DCE bem dicunforça. Era o BANDANOS que já contava com o herói do grindcore se vendo de dor no rim, que tá cansado de grindcore Alex Bucho. A banda ainda deu de brinde pros presentes covers do SUICIDAL TENDENCIES e C.O.C., diversão absoluta!!!!


Depois do evento eu e o camarada Alex Bucho, fomos no IJF pra ver se ele poderia ser medicado e acbamos vendo um circo de horrores formado principalmente por semi-cadáveres, uns com olho estufado, outros dando ataque epiléptico, com saco de gelo nos peito, vomitando dente e outras milongas mais. No final... tudo errado e uma noite maravilhosa com uma dorzinha
lancinante, que descobrimos hoje que era causada por um micro calculo renal (como se não bastasse a organização do show de sábado).

Esperamos que o resto da tour seja sucesso total e que o problema renal do Bucho seja apenas uma carraspana...e que o José se canse de pagar dizimo a igreja e volte a comprar vinis...

Valeu Bucho e Cristino pelos dias de diversão a lot!!! Foi muito foda!!! Valeu Everton pela logística e carregamento de malas (hehehe), valeu Yuri pelos roles (sei que você detesta), valeu kakalaki crew pelo organização que em 01 dia fez mais que o em 02 meses e todo mundo que foi pro esquema!!!


segunda-feira, 26 de julho de 2010

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lost in translation - Soundtrack

...semana POWER VIOLENCE!!!

XBRAINIAX - Disgrace to the corpse of Eric Wood


CRÉDITO: http://troubleonyoursystem.blogspot.com

XBRAINIAX - Hail fastcore


CRÉDITO: http://toxicbreedsfunhouse.blogspot.com

COKE BUST - Lines in the sand


CRÉDITO: http://ocpimple.blogspot.com

COMBATWOUNDEDVETERAN - This is not an all erect, all-red neon body


CRÉDITO: http://flying-teapot.blogspot.com

SPOONFUL OF VICODIN - Bursts of rage at the speed of hate


CRÉDITO: http://hanusnoise.blogspot.com


DECREPIT - Discography


É viúva do DISRUPT? Então baixa isso e mate a saudade!!!

CRÉDITO: http://wherereligionends.blogspot.com



terça-feira, 20 de julho de 2010

MIKA MIKO - C.Y.S.L.A.B.F.

Mais um play dessa ótima e infelizmente finada banda riot da Califórnia, fica o registro!!!





sábado, 17 de julho de 2010


COMO UM TODO


Algumas vezes apáticos e cinzas são os pensamentos que enchem a minha cabeça
Misantropia, um sentimento complexo que como um todo me faz continuar
Como um todo ela constroi o meu caminho e mostra a escuridão dentro de mim
Quando eu fito dentro do vazio eu mato o ideal e cresto a esperança
Isento de emoções e sonhos, sem lugar para o amor e a fé.

sábado, 10 de julho de 2010

quarta-feira, 7 de julho de 2010

O prazer foi todo meu!!!



...foi engraçado. Quando eu subi no ônibus ela estava lá, sentada na cadeira da janela, como se estivesse me esperando. Com um aspecto tão repulsivo que só uma pessoa como eu poderia gostar. Aquele mesmo vestido...ahhh, aquelas unhas, eu adorava elas, longas, bem feitas e pintadas de cor de jambo.
Quando eu me sentei e olhei nos seus olhos, senti a febre que aqueles olhos verdes passavam, aquele olhar de quem fumou maconha, o baton borrado, aquele cheio de perfume vencido e um cabelo desarrumado...Nossa, como aquilo me entorpecia. Inevitavelmente senti vontade de colocar uma mexa do seu cabelo atras da sua orelha para falar bem no seu ouvido que queria fazer coisas terríveis com ela. Quando notei sua excitação, peguei seu braço com violência, dei sinal pro motorista parar o ônibus e desci. Lembro de como a rua estava deserta e de como ela me olhava com aquela cara desprovida de vergonha.
Não sei bem ao certo, mas tomado pela luxuria e por um desejo perverso, torci-lhe o braço fazendo com que ela ficasse de costas pra mim e a imprensei contra o muro. Foi quando escutei a voz dela a primeira vez falando: "- Você vai quebrar meu braço, para, vai quebrar..." Depois de um certo tempo ouvindo as queixas e gemidos, peguei ela pelos cabelos e taquei sua cabeça contra o muro, foi quando os gemidos e choros cessaram junto com o sangue em seu nariz. Tirei sua roupa de baixo e ainda torcendo seu braço comecei a penetra-la com veemência, os choros e gemidos voltaram quase que de imediato. Quando mais forte eram as estocadas, mais pressão que eu exercia contra o seu braço. Em meio aos "- PARA, VOCÊ VAI QUEBRAR, PARA, VOCÊ TÁ ME MACHUCANDO", veio aquela sensação que precede ao gozo para ambas as partes, os gritos aumentavam de acordo com a velocidade e força com que tudo acontecia e depois da explosão de prazer, ela soltou: "-PUTA QUE PARIU, EU NÃO GOZAVA ASSIM A MUITO TEMPO, ACHO QUE EU TE AMO!!!"

terça-feira, 6 de julho de 2010

Valeu Holanda, por mais uma final!!!

Post com video do BLOOD I BLEED ao vivo dedicado ao selecionado holandes por mais uma final, jogando bonito e efetivo como as bandas holandesas...Força HOLANDA!!!




AGATHOCLES - Pell sessions 1997


Acho que me passou despercebido, eu não lembrava que até os mestres do mince core tinham participado das famosas Peel sesseions com o saudoso John Peel na BBC londrina. Gravação muito boa do ano de 1997.



Violeta


E o céu era feito de ametista
E as estrelas pareciam pequenos peixes
Você devia aprender quando ir
Você devia aprender a dizer não

Que dure um dia, é
O meu é para sempre
Que dure um dia, é
O meu é para sempre

Quando eles conseguem o que querem eles nunca querem de novo
Quando eles conseguem o que querem eles nunca querem de novo

Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo leve tudo leve tudo eu quero
Eu quero que você

E o céu era todo violeta
Eu quero de novo mais violeta, mais violência.
Ei, eu sou aquela desalmada
Um acima e um abaixo

Que dure um dia, é
O meu é para sempre
Que dure um dia, é
Bem, o meu é para sempre

Quando eles conseguem o que querem eles nunca querem de novo
Quando eles conseguem o que querem eles nunca querem de novo

Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu te desafio

Eu te disse desde o início apenas como isso terminaria
Quando eu consigo o que quero, depois eu nunca quero de novo

Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo, leve tudo, eu quero que você
Vá em frente, leve tudo, leve tudo, leve tudo
Leve tudo


EZRA POUND


SAUDAÇÃO

Oh geração dos afetados consumados
e consumadamente deslocados,
Tenho visto pescadores em piqueniques ao sol,
Tenho-os visto, com suas famílias mal-amanhadas,
Tenho visto seus sorrisos transbordantes de dentes
e escutado seus risos desengraçados.
E eu sou mais feliz que vós,
E eles eram mais felizes do que eu;
E os peixes nadam no lago
e não possuem nem o que vestir.


segunda-feira, 5 de julho de 2010

DIAGNOSE - MOSSORÓ - 03/07/2010

Gostaria de agradecer a todos que foram, a organização, fazia muuuuuito tempo que eu não me divertia tanto tocando. Valeu mesmo!!!

domingo, 4 de julho de 2010

BRODAGEM - A amizade acima de qualquer lei

...pode parecer recalque por não fazer parte disso, mas eu não concordo muito com o lance da brodagem, principalmente que acontece no underground. Sei que muitos que fazem parte disso pode dizer que no underground é assim mesmo, mas acho que não devemos confundir troca de favores com brodagem. Acho que a brodagem tira o mérito, tipo, sua banda é uma merda, mas você é meu amigo e isso faz a sua banda tocar no meu avento. Seu zine é muito ruim, mas vou por no meu blog visto por um milhão de pessoas e ele vai ser visto em nome da nossa amizade. Essa cordialidade é ancestral, de acordo com com Sérgio Buarque de Holanda (o pai do cantor)



O Homem Cordial

Sérgio Buarque de Holanda, em "O Homem Cordial", fala sobre o brasileiro e uma característica presente no seu modo de ser: a cordialidade. Porém, cordial, ao contrário do que muitas pessoas pensam, vem da palavra latina cor, cordis, que significa coração. Portanto, o homem cordial não é uma pessoa gentil, mas aquele que age movido pela emoção no lugar da razão, não vê distinção entre o privado e o público, ele detesta formalidades, põe de lado a ética e a civilidade.

Em termos antropológicos, o jeitinho pode ser atribuído a um suposto caráter emocional do brasileiro, descrito como “o homem cordial” pelo antropólogo Sérgio Buarque de Holanda. No livro “Raízes do Brasil”, este autor afirma que o indivíduo brasileiro teria desenvolvido uma histórica propensão à informalidade. Deva-se isso ao fato de as instituições brasileiras terem sido concebidas de forma coercitiva e unilateral, não havendo diálogo entre governantes e governados, mas apenas a imposição de uma lei e de uma ordem consideradas artificiais, quando não inconvenientes aos interesses das elites políticas e econômicas de então. Daí a grande tendência fratricida observada na época do Brasil Império, tendência esta bem ilustradas pelos episódios conhecidos com Guerra dos Farrapos e Confederação do Equador.

Na vida cotidiana, tornava-se comum ignorar as leis em favor das amizades. Desmoralizadas, incapazes de se imporem, as leis não tinham tanto valor quanto, por exemplo, a palavra de um “bom” amigo; além disso, o fato de afastar as leis e seus castigos típicos era uma prova de boa-vontade e um gesto de confiança, o que favorecia boas relações de comércio e tráfico de influência. De acordo com testemunhos de comerciantes holandeses, era impossível fazer negócio com um brasileiro antes de se fazer amizade com este. Um adágio da época dizia que “aos inimigos, as leis; aos amigos, tudo”. A informalidade era – e ainda é – uma forma de se preservar o indivíduo.

Sérgio Buarque avisa, no entanto, que esta "cordialidade" não deve ser entendida como caráter pacífico. O brasileiro é capaz de guerrear e até mesmo destruir; no entanto, suas razões animosas serão sempre cordiais, ou seja, emocionais.

A filosofa Fernanda Carlos Borges em seu livro A Filosofia do Jeito, aborda da seguinte forma. A expressão jeitinho apareceu na primeira metade do século XX, com o processo de modernização industrial do Brasil, quando o brasileiro, acostumado com a vida social apoiada nas relações pessoais, viu-se repentinamente transformado em indivíduo. O indivíduo não tem jeito: os critérios de relação social entre indivíduos estão apoiados na imparcialidade. O jeito do corpo importa nas relações com o caráter afetivo. Para o indivíduo, o importante é a autonomia preservada pela imparcialidade normativa. A grande mídia trabalha com a idéia de que somente o indivíduo imparcial será capaz de nos “levar para frente”. E tudo que acontece de errado nas nossas instituições privadas ou políticas (corrupção, suborno, rabo preso, etc.) é tratado como culpa do jeitinho, que não é uma prática “moderna” e revelaria nosso atraso. No entanto, a especificidade do jeitinho é priorizar a afetividade em algumas circunstâncias, apesar da norma. O jeitinho não é conseqüência de um “atraso” por não sermos indivíduos imparciais. Ele envolve uma outra visão de homem e organização humana. Só damos um jeitinho para quem sabe pedir com um jeito: com humildade, simpatia, urgência diante de uma imprevisibilidade. Diante de um jeito superior ou arrogante não damos um jeitinho, invocamos a lei. Portanto, ele revela um critério ético e uma axiologia sobre um modo de ser no mundo: este modo de ser aceita a participação da imprevisibilidade, da fragilidade, da afetividade e da invenção dentro das organizações.


sexta-feira, 2 de julho de 2010

TOTÄLICKERS - El Poder absoluto aniquila la vida


Para mandar boas vibrações ao time espanhol, que segundo meu amigo Allan, joga como um time carioca...Brincadeiras a parte, esse disco foi lançado recentemente e o meu outro amigo e companheiro de bandas Jorge Mata-Gato estava doidim por ele, então ta ai meu véi, é baixar e correr pro abraço da dona Jose...



Essa é a graça do futebol, quando o mais importante é o resultado, quem joga bem ou mal, melhor ou pior, bonito ou feio se torna o menos importante... Gostaria de dedicar esse post ao hardcore holandês e para seleção holandesa, que sempre amarela nas horas difíceis, mas que dessa vez venceu a seleção
brasileira!!!

VALEU SNEIJDER, VALEU HOLANDA!!!