quarta-feira, 7 de julho de 2010

O prazer foi todo meu!!!



...foi engraçado. Quando eu subi no ônibus ela estava lá, sentada na cadeira da janela, como se estivesse me esperando. Com um aspecto tão repulsivo que só uma pessoa como eu poderia gostar. Aquele mesmo vestido...ahhh, aquelas unhas, eu adorava elas, longas, bem feitas e pintadas de cor de jambo.
Quando eu me sentei e olhei nos seus olhos, senti a febre que aqueles olhos verdes passavam, aquele olhar de quem fumou maconha, o baton borrado, aquele cheio de perfume vencido e um cabelo desarrumado...Nossa, como aquilo me entorpecia. Inevitavelmente senti vontade de colocar uma mexa do seu cabelo atras da sua orelha para falar bem no seu ouvido que queria fazer coisas terríveis com ela. Quando notei sua excitação, peguei seu braço com violência, dei sinal pro motorista parar o ônibus e desci. Lembro de como a rua estava deserta e de como ela me olhava com aquela cara desprovida de vergonha.
Não sei bem ao certo, mas tomado pela luxuria e por um desejo perverso, torci-lhe o braço fazendo com que ela ficasse de costas pra mim e a imprensei contra o muro. Foi quando escutei a voz dela a primeira vez falando: "- Você vai quebrar meu braço, para, vai quebrar..." Depois de um certo tempo ouvindo as queixas e gemidos, peguei ela pelos cabelos e taquei sua cabeça contra o muro, foi quando os gemidos e choros cessaram junto com o sangue em seu nariz. Tirei sua roupa de baixo e ainda torcendo seu braço comecei a penetra-la com veemência, os choros e gemidos voltaram quase que de imediato. Quando mais forte eram as estocadas, mais pressão que eu exercia contra o seu braço. Em meio aos "- PARA, VOCÊ VAI QUEBRAR, PARA, VOCÊ TÁ ME MACHUCANDO", veio aquela sensação que precede ao gozo para ambas as partes, os gritos aumentavam de acordo com a velocidade e força com que tudo acontecia e depois da explosão de prazer, ela soltou: "-PUTA QUE PARIU, EU NÃO GOZAVA ASSIM A MUITO TEMPO, ACHO QUE EU TE AMO!!!"

Nenhum comentário: